comunista desejosa de glamour hollywoodiano. anarquista com apego material a coisas emocionais. plagiadora que exige direitos autorais



terça-feira, 29 de setembro de 2009

Manifesto do Teatro Fanzine

Manifesto do Teatro Fanzine

Aglutine-se!
Crie uma nova família!
E não espere reembolso!!
Tenha um trabalho alternativo. Se garanta como garçonete ou produtora.
Por um pensamento auto-sustentável: vomite e coma de novo.
O preço do feijão ta pela hora da morte!!
Não roube de um autor só. Roube de todos!!
Da televisão a Dostoievski. Não tenha preconceito de nada.

Life is a Cabaret, old cham!! Come to the Cabaret!!

Todo mundo tem arquivo.
O CRTL C + CRTL V quem faz é você.

Lembre-se do seu jornalzinho de escola: eis o seu diploma.

O show da Tia Medusa é só o começo!

Quem poderá nos defender?

Sandálias aladas O sertão vai virar mar
Um capacete O mar vai virar sertão
Eu escudo de cobre Ele (who?) já leu mais de mil livros na prisão
Pra refletir a nossa cagada! Não contavam com sua astúcia!!

Eita geração inadimplente!!



Agora, feche os olhos e respire. Cultive o monolito que existe dentro de você!!

O que é o seu monolito?
Porque você não se mata?
Você era nascido em 68?
É assim mesmo camarada!!

Se marginal era ser herói hoje somo santos na eternidade do lado B.

Um comentário:

BOLSAS LADYDAY disse...

RSSSSS.... DELICIA
QUASE UM SAMBA
RSSSSSSSSSSS

DAY