comunista desejosa de glamour hollywoodiano. anarquista com apego material a coisas emocionais. plagiadora que exige direitos autorais



segunda-feira, 23 de março de 2009

I´m a creep

"Sabe o que eu acho?
Eu acho... uma coisa só, mas...
Atônio Carlos Jobim e Chico Buarque de Hollanda merecem o nosso respeito!
(uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu)
Se vocês...(uuuuuuu)acham que estão(uuuuuuuuuu) me apoiando(uuuuuuuuu) vaiando(uuuuuuu)
Gente! Por Favor!(uuuuuuuu)
A vida não se resume a festivais!" (Geraldo Vandré, depois que perdeu pra Sabiá no Festival da Canção)
Eu não sei. Tenho uma coisa com multidão. Tudo bem que 30 mil pessoas desespera, dá pânico. Minhas pernas doiam e eu me sentia velha. Gastei uma grana com a empreitada e perdi o ônibus pra voltar. Nem paguei de tiete como gostaria porque fiquei longe e perdi o ultimo bis. Creep´. Vai ser gauche na vida..
Um monte de celular aceso, todo mundo catando, eu e blue(que bom que ela tava comigo), e a lagartixa lá. Assimétrica (rs). Mas uma vez a pomba de Woodstock se manifesta. Por que em seguida vou dizer que valeu a pena. E vou ficar nessa, por enquanto. Nem vou lamentar por ter perdido CREEP. Vou ficar por aqui refletindo sobre meu ultimo grito de tiete adolescente. "E por falar nisso Viva Cacilda Becker!" (Caetano em 1968 enquanto discursava na musica É proibido proibir, e era vaiado por todo mundo)

Um comentário:

Arthuzzi disse...

just a fest (ival)